Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Ensino Superior

Como escolher um curso superior?

Mercado de Trabalho

Como montar o currículo de professor de educação física perfeito

Ensino Superior

Como escolher um curso superior?

Por EAD CESMAC em Jan 20, 2021 12:00:00 AM | 6 min de leitura

Você decidiu ingressar no ensino superior, mas não faz ideia de qual curso fazer?

Calma! Essa situação é mais frequente do que você imagina.

Hoje em dia, felizmente, temos uma oferta bem ampla de possibilidades. Com um processo de autorreflexão certamente você vai conseguir encontrar o seu caminho!

Antes de qualquer coisa, sempre busque sua realização pessoal e oportunidades que tragam boas perspectivas no mercado.

Neste artigo, vamos te dar algumas dicas sobre como escolher um curso superior.

Baixe agora um modelo de currículo de estágio!

Defina suas motivações

Primeiro, você precisa ter bem clara a motivação que te conduziu para essa decisão.

Por exemplo, se você já trabalha e decidiu ingressar no ensino superior para melhorar sua perspectiva de carreira, considere escolher algum curso que esteja dentro da sua área de atuação.

Por outro lado, se você deseja mudar de rumo profissional ou, ainda, terminou o ensino médio e quer continuar estudando, procure algo que tenha relação com as suas preferências ou com o seu propósito de vida.

Em ambos os casos é preciso desenvolver o autoconhecimento. Anote em uma folha de papel ou, até mesmo em um documento no seu computador, o que te motiva, quais suas preferências, pontos fracos e pontos fortes.

Avalie suas habilidades

Habilidades são o que você é capaz de fazer, em geral. Entender em quais áreas você tem habilidades é uma ótima maneira de escolher um curso universitário.

Todavia, as habilidades também podem ser desenvolvidas durante a graduação que é, afinal, um espaço para aprendizado, experimento e descobertas.

Avalie os seus valores

Se ao longo da sua vida você sonhou em contribuir com uma causa, talvez trabalhando para ela seja uma maneira de concretizar esse sonho.

Você adora crianças? Considere cursar pedagogia para ministrar aulas de educação infantil e, quem sabe, ser um educador físico que incentiva a prática de esportes para crianças?

Seguir suas paixões pode te levar para boas escolhas.

Avalie os seus interesses

Avaliar os interesses é, talvez, um dos principais caminhos que as pessoas seguem quando escolhem algum curso para realizar.

E não é por menos: além da compensação financeira, também temos de pensar na satisfação pessoal. O trabalho representa uma parte significativa das nossas vidas, onde dedicamos nossos esforços semanalmente.

escolha-por-area

Escolha por área

Você pode começar sua escolha pesquisando áreas e, depois, sendo mais específico conforme suas preferências.

Conheça as três grandes áreas do conhecimento:

Área de Humanas

Como o próprio nome já sugere, a área de humanas tem como objetivo estudar o ser humano e suas relações ou processos sociais, como a comunicação.

Confira exemplos:

Área de Exatas

Voltada para profissões que utilizam raciocínio lógico e cálculos. 

Confira exemplos:

Área de Biológicas

Estuda os seres vivos e suas relações. É a escolha de quem deseja atuar na área da Saúde ou do meio ambiente, seja na prática ou na pesquisa.

Confira exemplos:

Faça um teste vocacional

O teste de vocação é uma etapa do processo de orientação profissional que ajuda o aluno a identificar seus propósitos e objetivos e, a partir disso, escolher uma carreira que combine com o seu perfil.

Pode-se realizar esse teste pessoalmente, com profissionais da psicologia.

Também há a opção de acessar testes gratuitos através da internet.

Mas, cuidado: os testes apontam apenas possibilidades, a escolha final deve ser única e exclusivamente sua.

Confira dois exemplos de teste vocacional online, oferecidos pelos sites do Educa Mais Brasil e do Guia do Estudante.

Conheça os cursos

Depois de conhecer as áreas do conhecimento, pense em qual curso mais combina com você.

Anote quais cursos você tem interesse e procure por eles na internet. Explore como está o mercado de trabalho, quais as possibilidades de atuação e o salário ofertado em cada uma delas.

Aproveite, também, para entrar no site de faculdades que você conhece (ou não!) que ofereçam os cursos. Lá você vai encontrar a grade curricular das disciplinas que você pode cursar ao longo de sua trajetória.

Ainda, explore as notícias que a faculdade divulga e quais as vantagens que ela oferece para os alunos.

converse-com-outros-alunos

Converse com outros alunos

Uma boa maneira de conhecer mais a fundo algum curso é conversando com alunos que estão vivenciando ele.

Compartilhe experiências e tire todas as suas dúvidas sobre como é a rotina de estudos, os desafios e os pontos positivos.

Porém, tenha em mente que cada pessoa é única, assim como suas vivências. Portanto, uma disciplina que foi desafiadora para alguém, não significa que será para você. Escute as opiniões com muita sabedoria.

Pense nas modalidades e condições

Há cursos que são ofertados em diversas modalidades (tecnólogo, bacharelado ou licenciatura) com condições que se adaptam à rotina (presencial, EAD ou semipresencial).

Esses fatores podem ser decisivos na hora de escolher qual curso seguir.

Conheça cada um deles e saiba quais são as diferenças:

O Tecnólogo é uma modalidade que confere grau de ensino superior. É diferente do técnico, que é uma especialização profissional a nível de ensino médio.

Sua duração varia de dois a três anos. Um tempo relativamente menor do que o bacharelado ou a licenciatura, como veremos adiante.


Sua formação é voltada para a prática de uma profissão, por isso a grade curricular de um tecnólogo contará com diversas disciplinas práticas voltadas para a capacitação.

Já o bacharelado tem uma formação mais generalista, ou seja, que abrange diversas áreas. Sua grade curricular conta com disciplinas teóricas e práticas que oferecem uma perspectiva ampla sobre o curso escolhido.

Por um exemplo, na grade curricular do curso de bacharel jornalismo, você vai estudar disciplinas voltadas para a prática da escrita, mas também disciplinas teóricas de sociologia, já que é uma profissão que vai lidar com questões sociais e precisa dessa bagagem.

A duração de um bacharelado costuma variar de quatro a cinco anos, mais tempo do que um tecnólogo.

Já a licenciatura prepara o profissional para ministrar aulas dentro da área de conhecimento em que se formou. Além de disciplinas regulares, que são comuns ao bacharelado, a grade curricular conta com disciplinas específicas que são ligadas à pedagogia e à didática.

Assim como o bacharel, sua duração varia de quatro a cinco anos.

Presencial, EAD ou Semipresencial?

Para escolher o modo como você irá fazer sua graduação pense, sobretudo, no seu estilo de vida e na sua disponibilidade de horários ao longo da semana.

No presencial, os alunos possuem aulas frequentes que são pré-estabelecidas pela instituição de ensino. Todas as atividades e avaliações são feitas dentro da instituição. Porém, há a vantagem de ter mais contato com os colegas e professores.

Na Educação a Distância (EAD) os alunos acessam as aulas através do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). As aulas são gravadas pelos professores e disponibilizadas nessa plataforma.

Além da vantagem de estudar conforme planejamento pessoal, não tendo a necessidade da presença física em algum local, os cursos oferecidos na EAD são mais baratos em comparação com os cursos presenciais.

Há também os cursos semipresenciais que combinam as duas modalidades, o Semipresencial

O aluno continua estudando pelo AVA, mas parte da carga horária é feita em encontros presenciais, estabelecidos pelas instituições de ensino.

Conclusão

Escolher um curso superior é um desafio para muitas pessoas.

O primeiro passo para definir essa escolha é se conhecer melhor. Trace seus objetivos, metas, preferências e propósitos.

A partir dessas características ficará mais fácil definir o que você deseja para sua vida e, acima de tudo, o que vai te trazer satisfação pessoal.

Saiba também que uma profissão não é imutável. Sempre pense em se especializar, se reinventar e, se for preciso, mudar suas escolhas.

Se você gostou do artigo, confira também os 12 conhecimentos indispensáveis para o futuro profissional.

Ensino Superior

Veja mais conteúdos sobre EAD e educação

De volta à sala de aula: aumenta o número de idosos no Ensino Superior

Você sabia que existem 27 mil idosos no ensino superior brasileiro? E que esta faixa de idade é a que mais cresceu em ...
16 min de leitura

Bacharel ou bacharela: que título vou receber depois da faculdade?

Se você está cursando um bacharelado ou se preparando para ingressar em um, essa dúvida já pode ter surgido: afinal, é ...
7 min de leitura

É possível mudar de faculdade no meio do curso?

Se você se sente desmotivado e está com dificuldade para prestar atenção nas aulas, certamente já se perguntou: afinal, ...
7 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Ensino Superior