Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

ENEM

Como usar os porquês do jeito certo e arrasar na redação

Mercado de Trabalho

Como montar o currículo de professor de educação física perfeito

ENEM

Como usar os porquês do jeito certo e arrasar na redação

Por EAD CESMAC em Oct 7, 2021 12:00:00 AM | 6 min de leitura

Você sabe como usar os porquês? Essa é uma das dúvidas mais comuns dos estudantes. Afinal, existem quatro tipos na língua portuguesa. 

Por mais que pareçam ter o mesmo sentido, cada porquê deve ser utilizado em um contexto distinto. 

Para quem está se preparando para a redação do Enem ou do vestibular, dominar o uso dos porquês é essencial para garantir uma boa nota, já que é quase impossível produzir um texto sem empregar ao menos um porquê. 

Ou seja, é imprescindível compreender o uso dos porquês, e já adiantamos que não é tão difícil quanto parece.

Neste artigo, vamos apresentar os quatro tipos de porquês, explicar seus usos e trazer alguns exemplos. 

Fique conosco e arrase na redação. 

Confira:
Os 4 porquês 
Quando usar os porquês 
Resumo de como usar os porquês e não errar mais 
Exercícios para entender como usar os porquês
Conclusão

como-usar-os-porques - mulher em fundo branco com rosto de dúvida

Os 4 porquês 

Na língua portuguesa, existem quatro tipos de porquês: por que, porque, por quê e porquê.

Cada um deles é utilizado de forma diferente em uma frase, podendo ter mudança de sentido o emprego incorreto. 

Confira:

  • Por que: é utilizado em perguntas. Exemplo: Por que ele foi embora tão cedo?
  • Porque: utilizado em respostas. Exemplo: Ele foi embora cedo porque estava triste.
  • Por quê: utilizado em perguntas no fim das frases. Exemplo: Ele foi embora tão cedo, por quê?
  • Porquê: possui o valor de substantivo e indica motivo/razão. Exemplo: Nunca saberemos o porquê de ele ter saído tão cedo. 

No tópico a seguir, trazemos mais detalhes sobre quando usar cada um porquês.

Quando usar os porquês 

Abaixo, explicamos detalhadamente o uso de cada um dos porquês. Confira:

Por que?

"Por que", separado e sem acento, é utilizado nas seguintes situações: no início de frases interrogativas diretas e indiretas e quando o termo tem o sentido de razão, motivo ou causa.

Além disso, o “por que” também pode ser utilizado como a união de “por” e do pronome relativo “que”. Neste caso, a substituição pode ser feita por expressões como “pelo qual”, “pela qual”,  “pelas quais” e “pelos quais”.

Confira os exemplos:

  • Por que não voltamos de ônibus? (frase interrogativa direta)
  • Por que ela não quer mais falar comigo? (frase interrogativa direta)
  • Queria saber por que você foi embora sem se despedir. (frase interrogativa indireta)
  • Não entendia por que ele não conseguia um emprego na sua área. (sentido de razão/motivo/causa)
  • A casa por que passei era muito bonita. (A casa por qual passei era muito bonita)
  • O motivo por que me ignorava era um mistério para mim. (O motivo pelo qual me ignorava era um mistério para mim.)
  • Não sei o motivo por que as pessoas têm medo de mim. (Não sei o motivo pelo qual as pessoas têm medo de mim.)

Porque

"Porque", escrito junto e sem acento, é utilizado em respostas. 

Esse termo pode assumir a função de conjunção subordinativa causal ou coordenativa explicativa.

Ou seja, vamos utilizar “porque” para dar uma explicação ou justificativa/causa em momentos de resposta. 

O “porque” pode ser substituído por palavras e expressões como “pois”, “para que” e “uma vez que”.

Confira os exemplos:

  • Ele não foi à escola porque estava com dor de barriga. 
  • Leve uma roupa fresca porque está quente. 
  • Não preciso mais de sua ajuda, porque já aprendi a fazer sozinho. 

Por quê?

"Por quê", escrito separado e com acento circunflexo, é utilizado ao final das perguntas ou de maneira isolada.

Ele pode ser substituído por “por qual motivo” ou “por qual razão”.

O “por quê” está sempre acompanhado de um ponto, seja final, exclamativo ou interrogativo.

Exemplos:

  • Não vamos mais à praia? Por quê?
  • Ele não foi à festa por quê?
  • Andar a pé até a praia, por quê? Vamos todos no mesmo carro!
  • Se você me ama, está triste por quê?
  • Ana e João não foram para a escola. Por quê?

Porquê

"Porquê", escrito junto e com acento circunflexo, é um termo com valor de substantivo na frase, tendo significado de “motivo” ou “razão”.

Ele aparece nas frases precedido de artigo, pronome, adjetivo ou numeral.

Seu significado é de causa e explicação, por isso seus substitutos podem ser “o motivo” ou “a razão”.

Exemplos:

  • Ele não me explicou o porquê de tanta rancor
  • Queria entender o porquê de ele não querer mais me ver.
  • Por favor, me explique o porquê de isto estar acontecendo comigo de novo. 

Resumo de como usar os porquês e não errar mais 

Abaixo, trazemos um pequeno resumo do que vimos até aqui sobre o uso dos porquês. Confira: 

  • Por que: é usado em frases interrogativas e como pronome relativo. Pode ser substituído por “pelo qual”, “pelos quais” etc.
  • Por quê: é utilizado ao final de frases interrogativas ou isolado. Pode ser substituído por “por qual motivo”, “por qual razão”.
  • Porque:  é uma conjunção explicativa ou causal utilizada em respostas. Pode ser substituído por “pois”, “uma vez que”.
  • Porquê: é usado quando a sentença for substantivada e sinônima de “o motivo” ou “a razão”.
como-usar-os-porques-exercicios - mão segurando caneta e escrevendo em caderno

Exercícios para entender como usar os porquês

Para fixar o conteúdo, separamos algumas questões de concursos sobre uso dos porquês. Confira:

1 - Assinale a alternativa que completa corretamente e respectivamente as lacunas. 

I. Vossa senhoria me explicaria o _______ desta situação? 
II. Me explique, ________?
III. Aceitei _______ jamais havia visto olhos mais bonitos.

A) por que – por quê – porquê.
B) por que – por que – porquê.
C) porquê – por quê – porque.
D) porquê – por quê – por que.

2 - Complete a lacuna com a alternativa correta.

Não entendo o motivo ______ ele nos abandonou.

A) por que.
B) porque.
C) por quê.
D) porquê.

3) Em relação ao uso dos porquês na norma gramatical da língua, assinale a alternativa cuja sequência de palavras preenche corretamente as lacunas abaixo.

Eu não fui à festa da empresa __________ estava doente e não entendo __________ isso está sendo criticado por todos. __________ falam todos sobre isso? __________?

A) Porque, por que, por que, por quê.
B) Por que, porquê, por que, porquê.
C) Porque, por quê, porquê, por quê.
D) Por quê, porque, por que, porquê.
E) Por que, porque, por quê, porque.

Gabarito: 1 - C, 2 - A, 3 - A

Conclusão

Neste artigo, explicamos como usar os porquês, trazendo exemplos e exercícios para fixar o conteúdo. 

Se você gostou desse conteúdo, não deixe de conferir outros textos sobre estudos do EAD CESMAC:

ENEM

Veja mais conteúdos sobre EAD e educação

As reações explicadas pela cinética química [Química no Enem]

Está se preparando para a prova de Ciências da Natureza do Enem? Não esqueça de incluir no seu roteiro de estudos a ...
7 min de leitura

O que falar em uma redação sobre racismo?

O que você escreveria em uma redação sobre racismo no Enem? Esse é um tema bem abrangente, então, você pode ter ...
7 min de leitura

Qual a diferença entre forças intramoleculares e intermoleculares?

O conteúdo de forças intramoleculares e intermoleculares aparece com frequência no Enem. Se você não tem muita ...
4 min de leitura
Ver mais conteúdossobre ENEM