<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=2736481836612313&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

ENEM

Como a interpretação de gráficos pode cair no Enem?

Mercado de Trabalho

Como funciona o período de experiência, de acordo com a CLT

ENEM

Como a interpretação de gráficos pode cair no Enem?

Vitória Miranda Visnievski
Por Vitória Miranda Visnievski em Dec 6, 2021 3:13:15 PM | 14 min de leitura

Uma certeza que você já tem sobre o Enem é que vai se deparar com muitos gráficos durante as questões de Matemática.

Afinal, a interpretação de gráficos é uma das competências gerais exigidas na prova. 

Esse tipo de representação numérica é muito comum nos problemas de estatística, de funções e de média aritmética, por exemplo. Mas pode aparecer em outros conteúdos também!

Além disso, os gráficos costumam ser utilizados em outras provas do exame, não só na de Matemática. Eles são bem comuns nas questões de Ciências da Natureza e até nos textos de apoio da Redação, por exemplo. 

Há chance de que você encontre questões como essa nas cinco provas do Enem.

Nesse caso, por que não transformar essa competência em sua aliada?

Algumas vezes, as questões exigem apenas a leitura atenta e a compreensão do gráfico, dispensando cálculos para que se encontre a resposta. Outras vezes, o gráfico é a base de onde você vai retirar os dados para fazer o cálculo solicitado.

Neste artigo vamos falar sobre como os gráficos aparecem no Enem. Confira a lista abaixo e acompanhe a leitura!

O que mais cai em matemática no Enem

Como a interpretação de gráficos pode aparecer na redação do Enem?

Começando do começo: o que são gráficos

Elementos do gráfico

E o que é um infográfico?

Como fazer a interpretação de gráficos

Como interpretar gráficos de coluna

Como interpretar gráficos de pizza

Como interpretar gráficos de área

Como interpretar gráficos de linha 

Como interpretar gráficos de rede

Questões de interpretação de gráficos para você se preparar para o Enem 

Conclusão

Descubra os segredos para tirar nota 1000 no ENEM!

O que mais cai em matemática no Enem

A prova de matemática do Enem é conhecida por trazer questões aplicadas à realidade. 

Em resumo, a prova desafia os estudantes a compreenderem e resolverem problemas diretamente associados ao seu contexto social ou ao seu cotidiano.

Mas antes de falarmos sobre os conteúdos mais frequentes nas provas, confira abaixo as sete competências oficiais cobradas na prova de Matemática, conforme a Matriz de Referência do Enem:

Competência de área 1 - Construir significados para os números naturais, inteiros, racionais e reais.

  • H1 - Reconhecer, no contexto social, diferentes significados e representações dos números e operações - naturais, inteiros, racionais ou reais.
  • H2 - Identificar padrões numéricos ou princípios de contagem.
  • H3 - Resolver situação-problema envolvendo conhecimentos numéricos.
  • H4 - Avaliar a razoabilidade de um resultado numérico na construção de argumentos sobre afirmações quantitativas.
  • H5 - Avaliar propostas de intervenção na realidade utilizando conhecimentos numéricos.

Competência de área 2 - Utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade e agir sobre ela.

  • H6 - Interpretar a localização e a movimentação de pessoas/objetos no espaço
  • tridimensional e sua representação no espaço bidimensional.
  • H7 - Identificar características de figuras planas ou espaciais.
  • H8 - Resolver situação-problema que envolva conhecimentos geométricos de espaço e forma.
  • H9 - Utilizar conhecimentos geométricos de espaço e forma na seleção de argumentos propostos como solução de problemas do cotidiano.

 

Competência de área 3 - Construir noções de grandezas e medidas para a compreensão da realidade e a solução de problemas do cotidiano.

  • H10 - Identificar relações entre grandezas e unidades de medida.
  • H11 - Utilizar a noção de escalas na leitura de representação de situação do cotidiano.
  • H12 - Resolver situação-problema que envolva medidas de grandezas.
  • H13 - Avaliar o resultado de uma medição na construção de um argumento consistente.
  • H14 - Avaliar proposta de intervenção na realidade utilizando conhecimentos geométricos relacionados a grandezas e medidas.

 

Competência de área 4 - Construir noções de variação de grandezas para a compreensão da realidade e a solução de problemas do cotidiano.

  • H15 - Identificar a relação de dependência entre grandezas.
  • H16 - Resolver situação-problema envolvendo a variação de grandezas, direta ou inversamente proporcionais.
  • H17 - Analisar informações envolvendo a variação de grandezas como recurso para a construção de argumentação.
  • H18 - Avaliar propostas de intervenção na realidade envolvendo variação de grandezas.

 

 Competência de área 5 - Modelar e resolver problemas que envolvem variáveis socioeconômicas ou técnico-científicas, usando representações algébricas.

  • H19 - Identificar representações algébricas que expressem a relação entre grandezas.
  • H20 - Interpretar gráfico cartesiano que represente relações entre grandezas.
  • H21 - Resolver situação-problema cuja modelagem envolva conhecimentos algébricos.
  • H22 - Utilizar conhecimentos algébricos/geométricos como recurso para a construção de argumentação.
  • H23 - Avaliar propostas de intervenção na realidade utilizando conhecimentos algébricos.

 

Competência de área 6 - Interpretar informações de natureza científica e social obtidas da leitura de gráficos e tabelas, realizando previsão de tendência, extrapolação, interpolação e interpretação.

  • H24 - Utilizar informações expressas em gráficos ou tabelas para fazer inferências.
  • H25 - Resolver problema com dados apresentados em tabelas ou gráficos.
  • H26 - Analisar informações expressas em gráficos ou tabelas como recurso para a construção de argumentos.

 

Competência de área 7 - Compreender o caráter aleatório e não-determinístico dos fenômenos naturais e sociais e utilizar instrumentos adequados para medidas, determinação de amostras e cálculos de probabilidade para interpretar informações de variáveis apresentadas em uma distribuição estatística.

  • H27 - Calcular medidas de tendência central ou de dispersão de um conjunto de dados expressos em uma tabela de frequências de dados agrupados (não em classes) ou em gráficos.
  • H28 - Resolver situação-problema que envolva conhecimentos de estatística e probabilidade.
  • H29 - Utilizar conhecimentos de estatística e probabilidade como recurso para a construção de argumentação.
  • H30 - Avaliar propostas de intervenção na realidade utilizando conhecimentos de estatística e probabilidade.

E quais são os conteúdos que mais caem na prova de matemática?

De acordo com o último levantamento feito pelos organizadores da Coletânea Enem, as Grandezas Proporcionais e Médias Algébricas estão entre os temas mais frequentes e representam 19,4% das questões da prova. 

Em segundo lugar ficam os Problemas de 1° e 2° graus, que abrangem 15,6% do exame.  

Em terceiro lugar estão Porcentagem e Matemática Financeira, englobando 7,2% da prova.  

Confira a relação completa dos temas específicos mais recorrentes:

  • Funções (6,7%)
  • Noções básicas de estatística (6,1%)
  • Probabilidade (5,0%)
  • Análise combinatória (4,4%)
  • Circunferências (3,3%)
  • Equações do segundo grau e inequações (3,3%)
  • Logaritmos (2,8%)
  • Áreas de figuras planas e polígonos (2,2%) 
  • Funções trigonométricas (seno e cosseno) (2,2%)
  • Sequências numéricas (2,2%) 
  • Cilindros (2,2%)
  • Geometria espacial (2,2%)
  • Potenciação e conjuntos numéricos (1,7%) 
  • Cônicas e gráficos relacionados (1,7%) 
  • Retas (1,6%)
  • Aritmética (1,1%)
  • Prismas, pirâmides e poliedros de Platão (1,1%)
  • Matrizes (1,1%)
  • Triângulos e polígonos regulares (1,1%)
  • Geometria analítica (0,6%)
  • Função e equações exponenciais (0,6%) 
  • Geometria plana e trigonometria (0,6%)
  • Ângulos (0,6%)
  • Senos e cossenos (0,6%)

Como a interpretação de gráficos pode aparecer na redação do Enem?

Boa parte das propostas de redação do Enem trouxe pelo menos um texto de apoio em formato de gráfico ou infográfico. 

Os gráficos de barra, de linha e de pizza, que possuem uma leitura mais fácil, são muito frequentes.

A imagem abaixo mostra a proposta de redação do Enem 2017, onde o TEXTO II é um gráfico de linha.

como-a-interpretacao-de-graficos-pode-aparecer-na-redacao-do-enem-Imagem mostra uma proposta de redação do Enem com um gráfico de linhas.

Foto: Reprodução / Brasil Escola

Clique aqui para conferir outros temas de Redação baseados no padrão Enem.

 

Começando do começo: o que são gráficos 

 

Gráficos são representações visuais que facilitam a visualização de dados numéricos, fornecendo dimensões estatísticas sobre determinado fato. 

Eles servem, normalmente, para comparar informações quantitativas e qualitativas, podendo envolver variáveis como tempo e espaço.

Existe uma grande variedade de gráficos, dentre os quais podemos destacar os de coluna, de barras, de pizza, de área, de linha e de rede. Falaremos mais sobre como interpretar cada um deles em seguida.

 

Elementos do gráfico

O primeiro passo para interpretar um gráfico é saber identificar onde estão as informações mais importantes.

A imagem abaixo indica os principais elementos a se observar dentro de um gráfico.

elementos-do-grafico-Imagem mostra um gráfico de barras verticais.

Imagem: Reprodução / Adriano Pataro, via LinkedIn.

 

Os números em vermelho na imagem acima representam os seguintes elementos:

  •  Título do gráfico: O título contextualiza o leitor sobre a origem dos observados. Normalmente, esta frase responde às perguntas “o que?”, “onde?” e “quando?”.
  • Legenda: A legenda funciona como uma “etiqueta”, fornecendo informações importantes para a leitura do gráfico, normalmente indicando o que cada cor representa. Pode estar na parte superior ou inferior do gráfico.
  • Rótulos dos eixos e de dados: Os rótulos trazem informações sobre os valores expressos nos eixos (unidades de medida, intervalo etc.) ou sobre os valores dos dados. Em geral, são formados por texto, número ou data.
  • Linhas de grade: São linhas discretas que acompanham os pontos do Eixo Y, ajudando a situar os elementos dentro do gráfico.
  • Títulos dos eixos de valores (vertical) e de categorias (horizontal): Indicam sobre o que se trata os dados expostos em cada eixo do gráfico. São descrições simples e gerais, em formato de texto

 

E o que é um infográfico?

Um infográfico é a união de gráficos, desenhos e imagens. 

É uma representação visual elaborada que relaciona dados diferentes e proporciona uma leitura mais rápida de um cenário qualquer.

e-o-que-e-um-infografico-Imagem mostra um infográfico colorido.

Como fazer a interpretação de gráficos 

Para ler gráficos, além de colocar o seu raciocínio lógico e matemático em ação, o que você precisa é de calma e atenção. Isso vale para infográficos, tabelas, imagens e diagramas de rede, outros recursos bastante na prova de Matemática do Enem. 

Circule e anote as informações que você acha mais importantes. Quando houver mais de um gráfico, anote o que cada um está dizendo e pergunte-se como as informações se relacionam. 

Quais afirmações você pode fazer sobre o cenário observado? Provavelmente as suas constatações serão suficientes para responder à questão.

Prestar atenção e entender a pergunta do enunciado também é essencial. É ela que vai apontar qual constatação você precisa fazer, se vai precisar de cálculos ou se a resposta já está no gráfico.

Ah, e gora que você já viu como identificar as principais informações de um gráfico, vamos falar sobre as características de cada um. Assim você vai estar mais preparado para fazer a interpretação correta de todos eles.

 

Como interpretar gráficos de coluna

O gráfico de colunas, também chamado de gráfico de barras, é utilizado, em geral, para representar dados que poderiam estar em uma tabela, por exemplo. Mas ele serve para deixar a diferença de valores mais visível.

Nesse sentido, cada barra representa a frequência de uma variável, conforme mostra a figura abaixo. 

Nesse caso, pode-se ler que 2003 e 2004 foram os anos em que se registrou o maior desmatamento, no período de agosto a julho, durante os anos de 2003 a 2008. Já 2007 foi o ano em que se registrou a menor área desmatada.

como-interpretar-graficos-de-coluna-Imagem mostra um gráfico de colunas verticais sobre o desmatamento na Amazônia.

Imagem: Reprodução / Blog do Enem

 

Como interpretar gráficos de pizza 

Os gráficos de pizza, também chamados de gráficos de setores, são utilizados, em geral, para representar partes de um todo.

Sua leitura é bastante simples, uma vez que você só precisa analisar a comparar as grandezas de cada parte, que são diferenciadas por cores.

Na imagem abaixo, por exemplo, você pode interpretar que o maior gasto do Governo Federal em 2018 foi com os Juros e Amortizações da Dívida Pública, enquanto os menores gastos estatais foram, respectivamente, em Relações Exteriores, Legislativa, Essencial à Justiça, Segurança Pública e Assistência Social.

como-interpretar-graficos-de-pizza-Imagem mostra gráfico de pizza sobre o orçamento público federal de 2018.

Imagem: Reprodução / Auditoria Cidadã da Dívida

 

Como interpretar gráficos de área

O gráfico de área é praticamente um gráfico de linhas. O que muda é que a área entre a linha e o eixo é sombreada ou colorida. 

Estes gráficos normalmente são utilizados para representar os totais acumulados ao longo do tempo e são uma forma de exibir as linhas empilhadas.

como-interpretar-graficos-de-area-Imagem mostra um gráfico de área genérico.

Imagem: Reprodução/ TecMundo

 

Como interpretar gráficos de linha 

O gráfico de linhas, ou gráfico de segmentos, é utilizado, em geral, para representar a evolução dos valores de uma variável no decorrer do tempo.

Ele indica a evolução de um mesmo fenômeno ao longo do tempo ou de acordo com outra variável específica. Também é utilizado para comparar a evolução de dois fenômenos (quando há duas linhas no gráfico).

Na imagem abaixo, tem-se a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador calculado pelo IBGE que é usado para medir a inflação.

como-interpretar-graficos-de-linha-Imagem mostra gráfico de linha sobre a evolução do IPCA de 2009 a 2010.

Imagem: Reprodução / Sincopetro

Como interpretar gráficos de rede

Um gráfico de rede mostra como a informação flui, como os componentes interagem e onde os componentes existem dentro de uma rede.

Esse tipo de gráfico pode variar de simples a bastante complexo. É muito utilizado também para demonstrar fluxos de tráfego na web.  

Na imagem abaixo, um gráfico de rede simples mostra a pontuação de quatro pessoas em relação a seis habilidades diferentes.

como-interpretar-graficos-de-rede-Imagem mostra gráfico de rede sobre a competência dos colaboradores.

Imagem: Reprodução / OPUS Consultoria & Pesquisa 

Já na imagem abaixo, vê-se um fluxo maior que mostra as palavras mais recorrentes em trabalhos acadêmicos que tinham como tema o projeto e-Democracia, da Câmara dos Deputados. 

Neste gráfico específico, os “nós” do mesmo grupo estão interligados e diferenciados por cor, mostrando, provavelmente, a mesma origem das palavras.  

A imagem foi gerada para um artigo, publicado na Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação da Câmara dos Deputados, que analisou 62 trabalhos acadêmicos realizados no Brasil de 2007 a 2019.

como-interpretar-graficos-de-rede-2-Imagem mostra gráfico de rede sobre ocorrência de palavras em um grupo de trabalhos acadêmicos.

Imagem: Reprodução / Rafael Cardoso Sampaio, via Twitter

Clique aqui para conferir outros tipos de gráficos e suas interpretações.

Questões de interpretação de gráficos para você se preparar para o Enem 

Acesse abaixo duas listas de exercícios de matemática para o Enem:

Conclusão

Agora que você já sabe como os gráficos são trabalhados no Enem e que eles podem cair em todas as disciplinas, utilize as listas acima para treinar bastante a interpretação de gráficos.

O Blog da EAD CESMAC está sempre trazendo conteúdos novos para te deixar atualizado sobre o Enem e sobre como os conteúdos são cobrados na prova.

Fique ligado:

Aproveite para conhecer os cursos, as bolsas e as formas de ingresso da EAD CESMAC, o lugar onde você realiza os seus sonhos profissionais!

ENEM

Veja mais conteúdos sobre EAD e educação

Estequiometria no Enem: conceitos, cálculo e exercícios para praticar

Você sabia que estequiometria é um dos conteúdos de química que mais aparece no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio)? ...
10 min de leitura

Tudo o que você precisa saber sobre ligações químicas [Química no Enem]

Em nosso dia a dia, temos contato com muitas substâncias, que se diferenciam em diversos aspectos. Cor, estado físico, ...
7 min de leitura

Como ler a tabela periódica [Química no Enem]

Já começou seus estudos de química para o Enem? Saiba que aprender a interpretar a tabela periódica é uma das ...
11 min de leitura
Ver mais conteúdossobre ENEM