<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=2736481836612313&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

ENEM

Os tipos de coerência que você precisa usar na sua redação do Enem

Mercado de Trabalho

Como funciona o período de experiência, de acordo com a CLT

ENEM

Os tipos de coerência que você precisa usar na sua redação do Enem

Por EAD CESMAC em Mar 23, 2022 9:59:18 AM | 7 min de leitura

Escrever um bom texto está longe de ser uma tarefa simples. Afinal, são vários elementos que devem ser considerados na hora de colocar as ideias no papel. 

Além de dominar a língua portuguesa e o gênero textual, é preciso que os argumentos e considerações feitos ao longo da produção façam sentido e sejam compreensíveis para o leitor. 

Um dos fatores indispensáveis para isso é a coerência textual. Sem ela, o texto perde todo o seu sentido. 

A coerência está relacionada com os sentidos do texto, ou seja, com os recursos que garantem à escrita maior inteligibilidade e organização argumentativa. 

Um texto incoerente é privado de significação e não consegue cumprir sua principal função: comunicar.

Para aqueles que estão se preparando para o Enem, entender o conceito de coerência, seus tipos e como aplicá-los é fundamental. A coerência é um dos tópicos avaliados na redação do Enem, sendo indispensável para garantir uma boa nota. 

Vamos aprender mais sobre esse elemento da redação? Continue conosco e conheça tudo sobre coerência textual. 

Confira:
O que é coerência textual 
Os 6 tipos de coerência que vão te ajudar na redação do Enem 
Como a coerência afeta sua nota da redação do Enem
Dicas para fazer um redação com coerência 
Conclusão

Descubra os segredos para tirar nota 1000 no ENEM!

O que é coerência textual 

Coerência textual é um dos principais elementos de um bom texto. É ela que possibilita o entendimento da mensagem transmitida através da escrita. Ou seja, a coerência se refere à lógica interna de um texto.  

Segundo esse princípio, se você começa seu texto afirmando algo, espera-se que esse ponto de vista seja defendido até o final. Caso contrário, suas ideias ficarão desconexas e privadas de sentido, efeito indesejado para qualquer texto.

Falando do Enem, uma redação é coerente quando está de acordo com a proposta do enunciado e quando as ideias e teses apresentadas na introdução, desenvolvimento e conclusão conversam entre si. 

O texto é coerente quando o interlocutor apreende os sentidos do texto.

Esse elemento textual é essencial para escrever uma boa redação. Afinal, não adianta um texto estar gramaticalmente correto e coeso se a mensagem transmitida por ele não fizer sentido.

Um texto com contradições ou frases soltas prejudica o entendimento do leitor e, no caso do Enem, pode levar a uma nota consideravelmente mais baixa. 

Exemplos de falta de coerência textual

Confira as frases que selecionamos abaixo:

  • A fé é uma graça através da qual podemos ver o que não vemos.
  • Como a gente já esperava, fomos surpreendidos pelo ataque do time rival.
  • Gostaria de tirar uma boa nota na redação do Enem, então vou faltar no dia da prova e ficar estudando em casa.

Perceba que as frases estão corretas gramaticalmente e têm os conectivos necessários, porém não tem lógica. 

Não faz sentido “ver o que não vemos”, nem “esperar e ser surpreendido", ou “faltar à prova para tirar uma boa nota”. Essas frases são exemplos de incoerência textual, é tipo de erro que você deve evitar em sua redação.

Elementos importantes na coerência textual

  • Escrever de forma clara, simples, objetiva e concisa;
  • Estruturar as ideia principal e secundárias;
  • Traçar uma linha de raciocínio e pensamento lógico e segui-la ao longo do texto;
  • Realizar o cruzamento de ideias e estabelecer harmonia entre fatos e argumentos apresentados;
  • Apresentar informações suficientes sobre o assunto discutido no texto;
  • Mostrar domínio sobre assunto exposto.

Elementos que devem ser evitados para ter coerência textual

  • Uso desnecessário de palavras, como adjetivos, por exemplo;
  • Repetição de termos;
  • Ideias redundantes;
  • Contradições;
  • Frases muito longas;
  • Frases prontas, clichês e jargões no lugar de ideias autorais. 

Os 6 tipos de coerência que vão te ajudar na redação do Enem

tipos de coerência -  pessoa segurando caneta e escrevendo em folha

Agora que você já sabe o que é coerência textual, vamos conhecer os tipos de coerência essenciais para construir o sentido da sua redação. Confira:

1. Coerência sintática

Esse tipo de coerência diz respeito à construção das frases, buscando que todos os elementos da oração estejam dispostos na ordem correta.

A coerência sintática evita a ambiguidade e garante o uso adequado dos conectivos, deixando, assim, as frases mais fluidas e fáceis de compreender.

2. Coerência semântica 

Coerência semântica se refere ao desenvolvimento lógico das ideias, ou seja, à construção de argumentos harmônicos e livres de contradições.

3. Coerência temática 

Na redação do Enem e de outros vestibulares, é comum que os estudantes recebam um determinado tema para discorrer sobre. 

Por exemplo: no Enem 2018, os participantes tinham que escrever uma redação sobre “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. 

Mesmo que a temática estivesse clara, muitos estudantes escreveram apenas sobre tecnologia, de forma ampla, não se atentando para as especificações do enunciado. Isso é incoerência temática. 

Ou seja, o princípio da coerência temática é aquele em que o autor privilegia apenas ideias que sejam relevantes para o bom desenvolvimento do tema proposto.

4. Coerência pragmática 

Pragmática é a parte da Linguística que estuda o uso da linguagem tendo em vista a relação entre os interlocutores e a influência do contexto comunicacional. Todos os textos, sejam eles orais ou escritos, devem obedecer à coerência pragmática. 

Quando você faz uma pergunta, por exemplo, a sequência de fala esperada é uma resposta, não é mesmo? Ou quando você faz um pedido: é pragmaticamente impossível que simultaneamente você dê uma ordem, certo? 

Quando essas expectativas são quebradas, temos um claro exemplo de incoerência pragmática.

5. Coerência estilística 

A coerência estilística diz respeito à variedade linguística adotada em um texto. 

Por exemplo, se você optou pelo uso da língua padrão, é coerente que você a preserve em todo o texto. 

Não faz o menor sentido começar uma redação utilizando uma linguagem culta e de repente alterar o estilo e empregar a linguagem coloquial, não é mesmo?

6. Coerência genérica

Esse tipo de coerência está relacionado à adequação do texto ao gênero escolhido.

Existe um gênero disponível para cada ato de fala e escrita: por exemplo, se a intenção de quem escreve é anunciar algum produto para a venda, provavelmente ele optará pela linguagem publicitária.

Se a intenção é contar uma história, o conto ou a crônica são opções possíveis.

Para a redação do Enem, o gênero é o dissertativo-argumentativo. Ou seja, para manter a coerência genérica na redação do Enem, é essencial que você siga os princípios do texto dissertativo-argumentativo.  

Como a coerência afeta sua nota da redação do Enem

Na Matriz de Referência do Enem, é possível encontrar todas as competências avaliadas na redação do Enem. Você sabia que duas delas se relacionam especificamente sobre a coerência textual?

As competências 3 e 4 são as que avaliam a coerência do texto e se as ideias apresentadas são válidas. Confira o que dizem:

Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

É por essas duas competências que textos com problemas de coerência acabam com descontos expressivos na nota final. 

Dicas para fazer um redação com coerência 

Para desenvolver uma boa redação, o mais importante é treinar bastante. Isso permite que você aperfeiçoe sua escrita e entenda como encadear suas ideias e argumentos. 

Além da prática, trazemos algumas dicas que podem ajudá-lo a construir uma redação o mais coerente possível. Confira:

Evite contradições

Alegar que algo é negativo, mas em seguida dizer que deve ser mantido, não faz sentido, certo? Por isso, ao fazer uma redação, é importante que os argumentos tenham uma relação lógica entre si. Por isso, evite se contradizer. 

Mas calma: isso não quer dizer que você não possa apresentar ideias opostas. Você pode fazer isso, contudo, certifique-se de deixar claro no texto qual delas será objeto de crítica e qual é a tese considerada correta.

Siga o gênero textual proposto 

No Enem e na grande maioria dos vestibulares, o modelo de redação exigido é o dissertativo-argumentativo.

Quem entregar uma poesia ou texto de qualquer outro gênero textual, por exemplo, está automaticamente desclassificado por falta de coerência com a proposta. 

Por isso, é essencial que você entenda as características do texto proposto, garantindo que sua produção esteja dentro do esperado em determinado gênero. 

Releia o que você escreveu

A melhor forma de saber se seu texto faz sentido é reler os parágrafos. Procure repetições de palavras, contradições e frases que não fazem sentido dentro do contexto produzido. 

Elimine todos os defeitos e reescreva seu texto para garantir que você entregará a melhor versão possível.

A revisão também faz parte do processo de escrita e é essencial para que você entregue uma boa redação. 

Use sua nota do ENEM para ganhar uma bolsa de estudos!

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre os tipos de coerência e a importância desse conceito para uma boa redação. 

Se você gostou deste artigo, não deixe de conferir outros do EAD CESMAC:

 

ENEM

Veja mais conteúdos sobre EAD e educação

Estequiometria no Enem: conceitos, cálculo e exercícios para praticar

Você sabia que estequiometria é um dos conteúdos de química que mais aparece no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio)? ...
10 min de leitura

Tudo o que você precisa saber sobre ligações químicas [Química no Enem]

Em nosso dia a dia, temos contato com muitas substâncias, que se diferenciam em diversos aspectos. Cor, estado físico, ...
7 min de leitura

Como ler a tabela periódica [Química no Enem]

Já começou seus estudos de química para o Enem? Saiba que aprender a interpretar a tabela periódica é uma das ...
11 min de leitura
Ver mais conteúdossobre ENEM